Toxina botulínica

Existe idade para fazer as aplicações?

Não existe limitação de idade para receber a aplicação de toxina. A indicação clínica é que determinará a conduta a ser adotada.

Quais as contraindicações da aplicação da toxina botulínica?

As aplicações de Botox são contraindicadas durante a gravidez, amamentação ou para pessoas com doenças autoimunes (em que anticorpos atacam células sadias do corpo), doenças neurológicas e que afetam os músculos; alérgicos à proteína do ovo e que estejam fazendo uso de medicamentos com aminoglicosídeo.

Com que finalidade a toxina botulínica é utilizada pelos cirurgiões-dentistas para reduzir dores?

A toxina botulínica é uma substância capaz de interferir na contração da musculatura, relaxando os músculos e suavizando as linhas de expressão. Por esse motivo, também é utilizada na odontologia para amenizar a dor. Atualmente, esta toxina é uma grande aliada dos cirurgiões-dentistas em variados tratamentos odontológicos, especialmente contra dores crônicas e como solução para tratamentos e cirurgias de correção de sorriso gengival.

Como a toxina botulínica ajuda no tratamento do sorriso gengival?

Pacientes que ao sorrir mostram a gengiva em excesso – chamado sorriso gengival – podem escapar/ livrar-se da cirurgia nos casos em que a distância do lábio até a gengiva não excede três milímetros. Uma pequena aplicação de toxina no músculo interno do buço, responsável por tracionar o lábio superior para cima, impede que ele suba e, mantendo-se no lugar, expõe menos a gengiva.

Como a toxina botulínica ajuda no tratamento do bruxismo?

Para o bruxismo, por exemplo, a toxina botulínica pode ajudar tanto os pacientes que rangem quanto os que apertam os dentes. Se indicada, a substância é aplicada de cada lado da face, nos principais músculos da mastigação, para fazê-los perderem a força excessiva. O tratamento também pode ser usado para casos de disfunção de ATM e dor orofacial.

Quando a toxina botulínica foi aprovada para uso terapêutico no Brasil?

Apesar de a toxina botulínica ser amplamente conhecida por sua utilização cosmética em injeções intramusculares para a redução de rugas faciais, a sua principal aplicação é voltada ao uso terapêutico. A utilização dessa toxina purificada em procedimentos cosméticos só foi aprovada pela ANVISA no Brasil em 2000, e nos EUA, pela FDA, em 2002.

Em quanto tempo o paciente começa a notar os efeitos benéficos do tratamento com aplicação de toxina botulínica?

Os efeitos clínicos podem ocorrer em um período de 1 a 7 dias após a administração, sendo comumente notados entre 1 e 3 dias. Segue-se um período (entre 1 e 2 semanas) de efeito máximo e, então, os níveis atingem um patamar moderado até a recuperação completa do nervo, em um período entre 3 e 6 meses.

A aplicação da toxina botulínica é um procedimento seguro?

A aplicação da BTX apresenta-se como um procedimento seguro e eficaz, podendo, entretanto, estar associada a possíveis complicações, incluindo reação alérgica, hipoestesia transitória, dor e edema no local da aplicação, eritema, entorpecimento temporário, náusea, dor de cabeça, extensão do local, levando à paralisia indesejada de músculos adjacentes, xerostomia e alteração de voz.

Qual a indicação para aplicação da toxina botulínica por um cirurgião-dentista?

Estudos recentes sugerem ainda que a toxina botulínica também desempenha um papel no alívio de dor pela inibição da liberação de CGRP e da substância P, neuropeptídeos associados ao mecanismo de sensação dolorosa. Além disso, quando aplicada em tecidos glandulares, atua no bloqueio da liberação de secreções.
Nesse sentido, a BTX apresenta um potencial de emprego na área de atuação do cirurgião-dentista, como em casos de bruxismo, hipertrofia do masseter, disfunções temporomandibulares, sialorreia, assimetria de sorriso, exposição gengival acentuada e, mais recentemente, tem sido descrita a utilização profilática para a redução da força muscular dos músculos masseter e temporal, em alguns casos de implantodontia de carga imediata.

O cirurgião-dentista está capacitado para realizar a aplicação da toxina botulínica?

Por possuir conhecimento sobre as estruturas de cabeça e pescoço, o cirurgião-dentista pode tratar certas afecções da face e da cavidade oral de forma conservadora e segura, com a aplicação da toxina botulínica, desde que possua treinamento específico e conhecimento sobre sua utilização, e não extrapole suas funções.