Clareamento dos dentes

Os tratamentos podem destruir os dentes?


O clareamento é seguro e não afeta os dentes. Os géis usados nesse tipo de clareamento são o peróxido de hidrogênio ou de carbamida. Ambos são capazes de penetrar através do esmalte e reagir quimicamente com o pigmento do dente, quebrando-o em moléculas menores e removendo as manchas. O tratamento com a moldeira costuma durar semanas, é feito em casa, antes de dormir. Quem tem pressa opta pelo laser usado no consultório. No procedimento, usam-se os mesmos géis da moldeira; o laser só tem o poder de acelerar a ação dos peróxidos. Entretanto, o clareamento interno deve ser feito com muito cuidado, pois o agente clareador, em contato com cemento, pode causar reabsorção dentária.

Qualquer um pode clarear os dentes?


Os métodos são contraindicados para mulheres grávidas por causa das substâncias usadas (peróxido de hidrogênio e de carbamida). Não se sabe que efeito elas podem ter no feto. Pessoas que passam por sessões de radioterapia também não são aconselhadas a fazer. O método também não é indicado para quem sofre de contração das gengivas. E os adolescentes? O ideal é fazer o tratamento quando o crescimento ósseo estiver completo, dependendo do caso, isso acontece a partir dos 15 anos, por isso recomenda-se realizar o tratamento após 16 anos de idade. Sendo que qualquer tratamento estético em menor de idade deve ser feito com o consentimento assinado dos responsáveis.

Qual a tonalidade de branco a ser alcançada com o clareamento dos dentes?

O desejo dos pacientes é muito variado, alguns querem um branco natural, outros preferem o mais branco possível. Mas, pessoas que naturalmente têm uma pigmentação escura não vão ficar com o dente muito claro.

A partir de que idade o paciente pode realizar o tratamento de clareamento dos dentes?

O clareamento dos dentes pode ser indicado para pacientes acima de 16 anos e não garante os mesmos resultados para todos os pacientes. O clareamento não é recomendado para tratar manchas acinzentadas ou de cor marrom forte, que podem ter sido ocasionadas pelo uso do antibiótico tetraciclina na infância ou por tratamentos de canal. Certos tipos de manchas requerem o tratamento com clareador dentro do espaço da polpa do dente.

Quais as vantagens advindas do tratamento de clareamento dos dentes?

As grandes vantagens são: aumento da autoestima e da autoconfiança do paciente. Mas, o paciente deve estar ciente de que ambos os métodos podem provocar sensibilidade dentária temporária. Além disso, pessoas com restaurações nos dentes da frente deverão trocá-las após o procedimento, pois as restaurações não clareiam, já que foram feitas com a resina de pigmentação correspondente à cor antiga do dente.

Qual a duração do efeito do clareamento dos dentes?

O resultado dos tratamentos tem duração média de dois anos, desde que o paciente tome os devidos cuidados: não fumar e não ingerir alimentos pigmentados, como refrigerantes, café, açaí, molhos de tomate e chocolates. Além, é claro, de visitar o dentista a cada seis meses e escovar os dentes depois de cada refeição. Como prevenção, a dica da dentista é usar creme dental para sensibilidade antes do procedimento.

Qual a diferença básica entre o processo de clareamento dos dentes realizado em um consultório dentário e o processo caseiro?

No consultório, um gel clareador (peróxido de carbamida ou hidrogênio, em variadas concentrações) é aplicado nos dentes, sem que haja contato com os lábios e gengivas. Em seguida, um feixe de luz é aplicado para ativar o produto e acelerar o processo de branqueamento. No processo caseiro, um gel mais fraco (peróxido de carbamida) é colocado em uma moldeira de silicone, recomenda-se repetir a aplicação do gel branqueador para obter resultados positivos. O material deve ser adquirido em sites especializados ou no consultório do seu dentista, mas nunca sem orientação deste profissional.

Quais os riscos do clareamento caseiro?

O tratamento caseiro deve ser realizado diariamente, durante duas semanas. É aí que mora o perigo. Há risco de o paciente sentir desconforto, ter sensibilidade nos dentes, o que forçaria a uma interrupção do tratamento. Além disso, previamente deve ser feito um exame da gengiva, adaptação da placa para não machucar ou expor os tecidos periodontais ao agente clareador, retrações gengivais, exposições do colo dentário, o que pode ocasionar sensibilidade, exposição de cemento, que contraindica o tratamento etc. Por isso, só o dentista pode indicar, após um exame minucioso, e não tão facilmente e inofensivo, como às vezes pode parecer e é divulgado nas mídias.

Quais os tipos de clareamento dos dentes existentes?

Há, basicamente, duas formas possíveis de clarear os dentes: o clareamento por meio de luzes (halógena, LED ou laser) e o clareamento dental caseiro. Os resultados de ambos os métodos são semelhantes, o que varia é a duração dos procedimentos. O tratamento com luz é bem mais rápido, por utilizar um gel clareador bem mais forte que o gel utilizado no clareamento caseiro. Enquanto os ativados por luz proporcionam resultado imediato, o tratamento caseiro leva pelo menos três semanas para apresentar resultados satisfatórios.

O que vem a ser o tratamento de clareamento dos dentes?

O clareamento dos dentes é o processo que torna os dentes mais brancos, ajuda a remover manchas e corrige a descoloração.São muitos os mitos que giram em torno do tema. Ao contrário do que muitos pensam, não é necessário esperar que os dentes estejam manchados ou escuros demais para optar por um tratamento de clareamento.