Exodontia

exodontia - Dra. Taisa Castello

Exodontia, popularmente conhecida como “extração”

Exodontia é a remoção cirúrgica de um elemento dentário. Conhecida popularmente como “extração”, a exodontia foi a primeira especialidade exercida pelos primeiros dentistas. Existem basicamente 3 técnicas, que são: a via alveolar, que é a mais comum e empregada quando o dente é extraído pelo próprio alvéolo; a via não alveolar, indicada quando se tem um dente incluso, existe uma hipercementose ou uma alteração; e a apicectomia, que é o tratamento do ápice da raiz, via apical, feito através de um procedimento cirúrgico em que há a intervenção direta no ápice radicular.

Os seguintes cuidados devem ser tomados após a exodontia: ingerir alimentos frios ou mornos; consumir alimentos macios; evitar o uso de canudos para sorver alimentos líquidos ou pastosos, bem como evitar a mastigação no lado em que foi realizada a exodontia; evitar os bochechos nas primeiras 24 horas; utilizar travesseiro alto para dormir; evitar sol forte; evitar esforço físico.

O cirurgião-dentista prescreverá a medicação a ser adotada após a exodontia. Só ele tem conhecimento técnico para prescrever a medicação adequada ao problema. Em alguns casos, só um analgésico é o suficiente, em outros, existe a necessidade do uso de antibióticos e anti-inflamatórios.

A higienização adequada é fundamental após a exodontia. Ela consiste em passar a escova bem devagar e suavemente no local e, após decorridas 24 horas, pode-se fazer o bochecho, sem muito esforço, pois o acúmulo de sujeira pode causar infecção.

Dra. Taisa Castello Gomes